sábado, 15 de fevereiro de 2014

Sinceras desculpas

Aquela nossa conversa estava certa. Tem dias que a gente não se aguenta. Fala, briga, xinga. Diz que nunca mais quer ver. Sente muita raiva. Mas não adianta, você é o que quero na minha vida. Ninguém me entende melhor, ninguém me quer tão bem. A convivência é cruel, embora o tempo seja determinante. Desculpa se não consigo ser como você quer, mas, acredite, sou o melhor que posso. E serei o melhor que posso pra você. Sempre.