quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Tenho muito medo de corujas

Medo, eu disse? Acho que seria melhor dizer pânico... As corujas, para mim, são simplesmente ASSUSTADORAS. E o pior é que elas me perseguem.

Já começa pelo fato de que perto do meu prédio tem dois ninhos de coruja. E as mamães e papais corujas ficam dia e noite paradas, feito sentinelas, de olho nos seus filhotinhos. E todas... assim, TODAS as vezes que eu vou passear com o Tom (meu cachorro filho), ele acha de correr para o meio das malditas.

Olha, eu já sentei, conversei com ele, disse que eu tenho pavor e que qualquer dia vou enfartar e ele terá que achar sozinho o caminho de casa. Mas não adianta, ele me disse que gosta de viver emoções fortes. E meu pobre coraçãozinho que aguente.

Enquanto isso, toda vez que passo perto dos ninhos, não consigo nem olhar para o lados, dá até um aperto no estômago. E qualquer barulho minimamente parecido com aquele grito estridente e assustador que elas fazem, eu corro igual uma maluca, sem rumo.

Definitivamente, quem inventou a coruja não tinha coração.