terça-feira, 29 de julho de 2014

Tudo o que eu quero

É, eu achava que não queria,
eu achava que não conseguia,
eu achava que nem existia.

Mas aí eu quis.
Quis viver, quis sentir.
Aceitei o sorriso, o carinho,
aceitei as semelhanças e as diferenças.
Aceitei aquelas borboletas que me faziam faltam,
e aquela sensação gostosa e inexplicável.

Depois de tudo, você me pergunta o que eu quero:
quero aquela preguiça na cama no dia seguinte,
me esconder do frio debaixo da manta
e enroscar minhas pernas nas suas.
Quero fazer cafuné até você dormir
e acordar sem conseguir me mexer com seu abraço apertado.
Quero posar para as tuas fotos,
e rir de qualquer uma das suas piadas sem graça.
Quero achar lindo você odiar pimenta
tanto quanto eu odeio,
e amar carnaval
tanto quanto eu amo.

Mas eu também quero o que você não consegue me dar
Uma mensagem de bom dia
e uma ligação de boa noite.
Um convite para o cinema.
Aquela festa com todos os seus amigos,
ou a balada com todos os meus amigos.
A vontade de ficar mais uns minutos, mais umas horas,
mais uns dias, ou uns meses.
Um trilha sonora.
Jantar miojo a luz de velas.
Ou apenas ouvir você dizer
"Como eu gosto de você".