sábado, 21 de junho de 2014

Escrever

Porque tem horas que nada alivia, só as palavras expostas na tela. Enquanto a cabeça roda e o coração queima, as letras insistem em se juntar para expôr tudo aquilo que não sai da minha boca. Sou eu, nua. Sou eu, entregue. Sou eu, toda eu.