segunda-feira, 9 de junho de 2014

Do verbo querer

Queria mesmo era ser dona do tempo. Controlar as horas e os momentos. Escolher os acontecimentos.

Queria mesmo era poder dizer a hora certa pra tudo: pra sorrir, pra olhar no olho, pra perder o medo.

Queria, principalmente, controlar o gostar e o desgostar. A saudade de quem nunca mais volta. As lembranças que machucam.

Queria que a vida corresse atrás de mim e não eu atrás dela.