segunda-feira, 4 de março de 2013

With a little help from my friends



Por melhores que sejam os momentos que passamos juntos, por mais gostosas que sejam as risadas e as lembranças em todas as horas das nossas vidas, é num momento de crise que enxergamos  o real valor da amizade. 

Nessas horas que percebemos que amigo, amigo mesmo, move mundos e fundos pra te ver bem, não importa se ele está do seu lado todos os dias, ou em NY, Londres, Rio, Paris, São Paulo, Marte... O que importa é que o amor deles é capaz de te buscar lá no fundo e te colocar de pé, te arrancar risadas mesmo quando o coração ainda dói.

São eles que estão dispostos a te ouvir contar dez mil vezes a mesma história; te aguentar chorando litros e litros no ombro deles;  te levar uma bandeja de docinhos quando você está doente e sozinha em casa; te fazer rir com as situações mais tensas da sua vida; te deixar pra cima mostrando o quanto você é maior do que seus problemas; a topar qualquer programada de índio que você proponha, só para te verem bem. São eles que vão te provocar as maiores crises de riso da sua vida; estar com você nas melhores baladas; enfrentar um Carnaval frenético com você no Rio de Janeiro; fazer planos para ir para a Europa, Las Vegas ou Júpiter.

São esses amigos que vão te dar as broncas mais doces da sua vida quando acharem que você não está agindo certo. Que vão te ligar no meio do expediente só para dizer que amam e que estão ali, na hora que precisarem. Que vão passar um dia inteiro trocando um milhão de mensagens no whatsapp, fazendo aquele dia difícil passar em um segundo e com muitas risadas.

São esses amigos meus que me fazem acordar bem todos os dias. Que me fazem entender que no matter what happens, eu sempre terei eles bem pertinho de mim para levantar quando a vida me der outro tombo.