segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Era essa mulher.



“Quando foi que você se tornou essa mulher e eu não vi?”. Não viu porque não quis, pois ela esteve ao seu lado por alguns anos. Ali, bem do seu ladinho, te apoiando, te aconselhando, te dando suporte nas angústias, nas dúvidas e nas decisões mais difíceis. Sempre ao seu lado.

Era essa mulher também que estava ao seu lado nas viagens deliciosas que vocês tiveram: NY, Buenos Aires, Inhotim, Campos do Jordão, para citar algumas. Era ela quem te empolgava e planejava tudo, pois sabia que não podiam depender da sua enrolação. Era ela quem adorava fazer tudo isso, pois o esforço sempre foi recompensado.

Era essa mulher que investia em roupas e lingeries, que tentava descobrir tudo o que você gostava para usar entre quatro paredes. Era ela que estava ali no momento mais íntimo de vocês, em todas as vezes que você disse o quanto ela te fazia feliz, em todas as vezes que você deu aquele sorriso que só ela conhece, lembra?

Era essa mulher que ouvia você dizer o quanto tinha certeza e segurança de serem felizes, pois nunca havia encontrado alguém que encaixasse tão bem em você. Foi para ela que você, uma vez, confessou que ficaria feliz de ter um “bacurizinho” de vocês correndo por aí. Era para ela que você dizia o quanto era bom estar em um relacionamento onde duas pessoas se entendem tão bem, se compreendem no olhar, discutem sem brigar, se abrigam tão bem no colo do outro.

Foi essa mulher que sempre lutou para ser mulher, pois sabe o quanto você não suporta meninas. Sabe o quanto você não suporta nhenhenhes, mimimis, insegurança, ciúmes, discussões bobas, brigas sem motivo. Foi ela que sempre soube como falar sério com você e se posicionar, sem declarar uma guerra mundial. Ela, que sempre fez questão de ser uma MULHER, em caixa alta mesmo, para nunca te dar motivos de se arrepender por estar ao lado dela.

Foi essa mulher que você largou ali, sem nenhuma explicação. Foi essa mulher com quem você terminou tudo dizendo que ela era a mulher da sua vida, dizendo que sabia que ainda ficariam juntos. Foi pra ela que, no dia seguinte, você mandou uma mensagem dizendo que havia se arrependido de tudo o que fez. Essa mulher, ela continua aqui, cada vez mais mulher. E você, cada vez mais menino.