terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Perdões e arrependimentos

Sempre tem alguém para nos lembrar aquela velha história de que é melhor se arrepender do que você fez do que você não fez. O problema é que como interpretamos essa afirmação

Fazer o que a gente bem entende é bom sim. Viver a vida do nosso jeito, ser um pouco egoísta e aproveitar as oportunidades que temos, sem pesar um milhão de ansiedades, sentimentos e expectativas, tudo isso é aprendizado e crescimento.

O que não vale é sair por aí fazendo o que bem entender, achando que "pelo menos, eu fiz". Não dá para passar um rolo compressor em cima de tudo e de todos a troco de poder dizer que viveu, que fez o que quis e é isso o que importa.

Pensando na minha vida e em várias coisas pelas quais passei até hoje. percebo que na ânsia de viver e se soltar, acabamos cometendo erros e magoando pessoas, fazendo coisas que não tem volta. Coisas que, não adianta se arrepender, o perdão talvez nunca virá...