quinta-feira, 27 de março de 2014

Queria uma vida

Basta uma cerveja a poucos metros do computador para você descobrir que ele colocou seu quadro na parede, e lembra quanto significado a ilustração tinha pra você. Percebe que ele segue o mesmo roteiro, as mesmas viagens, seja por falta de criatividade, seja pelo esforço imenso para substituir todas as suas lembranças. Vê que ele repete as fotos, as frases, os gestos. E que ela repete os poemas, as roupas, o corte de cabelo. E você, onde fica?