segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

engoli a felicidade

já diria qualquer poeta
dos mais eruditos aos de beira de estrada
que felicidade dura pouco
a minha bateu aqui na porta
eu agarrei
engoli e falei:
de dentro de mim você não sai mais, sua danada!
quero ver essa bicha escapar!