quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Nossos mundos

Não sei o que acontece comigo quando estamos juntos. Eu não sou eu, sou outra pessoa. Quero relevar minha convicções morais, porque acho que você não quer entendê-las, só pra ficar ao seu lado, numa boa. Mas você fecha a porta da minha casa e me sufoca com toda uma vida de ideais, lutas e discursos. Com minhas utopias, meus sonhos, meus objetivos. Talvez essa crise não seja alérgica, e sim sufocamento de ideias, vontades e sentimentos

Em algum momento eu achei que você queria entrar um pouco no meu mundo e que eu poderia entrar no seu. Mas não sei mais. Acho que você quer até um limite e não percebe o quanto algumas coisas são extremamente importantes pra mim. Eu também não sei se quero tanto entrar no seu. No fundo, estou tentando te puxar para o meu ou, ao menos, construir um mundo nosso, a parte, alheio aos outros. Só que esse terceiro planeta é insustentável a longo prazo.

Mas ainda tem seus olhos, seu sorriso, seu abraço...