sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Se você vier

Foto: https://www.flickr.com/photos/darkroses/


Olho pela janela esperando algum sinal, será que um dia você vai aparecer? Será que eu ainda verei você chegando por aquela estrada?

Se vier, venha tranquilo. Não precisa chegar cheio de expectativas, planos, convicções. Não, deixe-as para trás. Traga apenas a vontade de ser feliz e um saquinho de borboletas para o meu estômago. Se quiser, traga ainda aquela fraqueza gostosa nas pernas de quem se apaixona.

Não precisa vir a cavalo, nem de carro. Quer saber? Prefiro que venha de bicicleta, assim caminhamos lado a lado, juntos quando quisermos e separados quando precisarmos.

Não precisa me oferecer flores, joias ou promessas. Me ofereça carinho. Me ofereça respeito e compreensão. E não espere de mim devoção, espere admiração.

Nunca vou te prometer amor eterno, nem te dizer que sem você a vida não tem sentido. Minha vida não será incompleta sem você, nem sem cor, nem sem graça. Mas com você ela certamente será melhor, mais prazerosa, mais gostosa.Também não vou dizer que nunca amei antes. Ao contrário, ao som de Cartola te direi que tive sim, outro grande amor antes do seu, mas comparar com o seu amor seria o fim.

Não me procure para dividirmos uma vida juntos, mas para somarmos um na vida do outro. Não me procure para ter uma vida plena de felicidade, pois teremos altos e baixos, brigas, decepções, choros e até vontade de não estar junto mais. Mas te asseguro que o carinho, a paz e a tranqüilidade dos dias comuns falarão mais alto.

Também não te peço que seja para a vida inteira, a vida é longa demais para tranformá-la em expectativa. Que dure apenas o tempo necessário para podermos dizer que sim, demos certo juntos, e guardarmos as lembranças mais doces no peito.